Problemas das fragrâncias sintéticas!!! Elimine químicas nocivas para melhorar sua saúde

 

Químicas nocivas…

CERTAMENTE VOCÊ ESTÁ FAMILIARIZADO COM UM DESSES CENÁRIOS:

Você entra em uma loja cheia de incensos com aditivos sintéticos. Eles cheiram tão bem, mas alguns minutos depois, seu nariz começa a coçar e você está começando a ter dor de cabeça. Você percebe que está tendo mais dificuldade em se concentrar em qualquer coisa e você começa a sentir a cabeça pesada. Você acaba comprando um incenso e sai, sentindo-se melhor assim que você sai pela porta. Poucos dias depois, o cheiro do seu novo incenso (ou vela aromática!!!) está em tudo: seu casaco, seu carro, a sala de estar – mesmo quando não está acesa. A dor de cabeça simplesmente não vai embora e você começa a sentir-se cansado e sem energia.

 

A FRAGRÂNCIA É O NOVO CIGARRO

Se você experimentou algo assim e conectou os pontos, você sabe o quanto a fragrância sintética pode ser prejudicial. É humano procurar cheiros agradáveis ​​e tentar eliminar aromas pouco atraentes de nossos ambientes. No entanto, os efeitos imediatos e a longo prazo da exposição à perfumaria sintética são perigosos para a nossa saúde. Simplesmente adicionar um produto químico de cheiro agradável aos nossos corpos e ar não só afetará nossa própria saúde, mas a saúde das pessoas (e animais de estimação!) Que compartilham o ar conosco.

A HISTÓRIA DA “FRAGRÂNCIA”

Tentando vincular o passado com a indústria atual de fragrâncias, infelizmente, revela uma desconexão e desvio radical do propósito terapêutico original e uso de óleos essenciais puros. As fragrâncias sintéticas de hoje estão longe dos bálsamos curativos, muito apreciados pelo mundo antigo, que alguns valiam mais do que o ouro . Em vez de serem medicinais, os produtos perfumados de hoje estão associados com diabetes, obesidade, autismo, ADD / ADHD e ruptura hormonal. Infelizmente, a pessoa que usa a fragrância não é a única afetada. A fragrância sintética afeta a qualidade do ar para aqueles que compartilham o mesmo espaço também.

Por ironia do destino a palavra PERFUME vem da frase latina, “per” que significa “através” e “fumus” que significa “fumaça” .

A percepção emergente desta situação muito “volátil” revela problemas muito mais penetrantes e perigosos do que a fumaça do tabaco!!!

Mesmo lavando roupas em detergentes e amaciantes contendo fragrâncias, liberam produtos químicos tóxicos na pele e no ar durante todo o dia. À noite, dormir em pijama e em lençóis lavados com os mesmos materiais tóxicos tem o mesmo efeito. Por isso, as pessoas estão inundadas de fragrâncias 24 horas por dia.

A fragrância é o novo fumo dos dias de hoje. E libera o mesmo componentes do cigarro (mesmo que cheire melhor rs) veja no LINK —- https://draxe.com/dangers-synthetic-scents

O que poderia estar errado com uma cheirosa fragrância? Nada, se for uma planta genuína e autêntica deriva de óleo essencial não adulterado ou um óleo de aroma orgânico e selvagem. Esses óleos foram efetivamente utilizados para a fragrância ao longo da história. No entanto, desde a Segunda Guerra Mundial, produtos químicos sintéticos baratos podem produzir fragrâncias abundantemente disponíveis e podem ser terrivelmente tóxicas.

O QUE ESTÁ REALMENTE EM UM PRODUTO PERFUMADO?

Quando você lê “Fragrância” ou “parfum” em uma lista de ingredientes no rótulo de um produto, isso representa um composto secreto e comercial que pode ser composto por não apenas um ou dois produtos químicos, mas centenas de produtos químicos sintéticos.

Veja essa matéria (em ingles) explicando cada detalhe https://draxe.com/dangers-synthetic-scents

Estes produtos químicos são selecionados de um reservatório de 5.000 ingredientes. E deste grande número de ingredientes, nenhum deles realmente precisa ser divulgado ou testado por segurança. Impressionante!!!

De acordo com um estudo do Grupo de Trabalho Ambiental (EWG), 72% dos produtos com o ingrediente “fragrância” continham disruptores endócrinos chamados de ftalatos .

Os ftalatos foram associados a diabetes, obesidade, câncer de fígado e mama, perturbações hormonais que afetam fertilidade e desenvolvimento, bem como ligados ao TDAH e autismo na exposição pré-natal do primeiro e terceiro trimestres.

A Academia Nacional de Ciências, trabalhando com um painel de especialistas, afirmou que pode haver produtos químicos cancerígenos em receitas de fragrâncias. Infelizmente, por causa do segredo e da falta de transparência na rotulagem, não há realmente nenhuma maneira para um consumidor tomar decisões informadas sobre os produtos perfumados.

Até 95% destes produtos químicos sintéticos usados ​​para fazer receitas de fragrâncias são derivados de produtos petroquímicos.  Estes ingredientes específicos são conhecidos (de acordo com uma análise da EPA de 1991) para causar câncer, defeitos congênitos, distúrbios do sistema nervoso, asma e alergias.

Para tornar as coisas ainda pior para o público desavisado, muitos produtos rotulados como “sem perfume” são, na verdade, o produto perfumado com a adição de outra fragrância para mascarar.

E QUANTO A FRAGRÂNCIA NATURAL OU ÓLEOS ESSENCIAIS?

Infelizmente, o termo “fragrância natural” ou “óleo essencial” em uma lista de ingredientes não significa necessariamente que seja seguro. Em um estudo que analisou 25 produtos mais vendidos, os pesquisadores descobriram que os produtos “verdes”, naturais e orgânicos perfumados emitiam tantas substâncias químicas perigosas como produtos fragrancados regulares. Isso ocorre porque a maioria dos óleos essenciais em produtos de consumo são processados ​​com um solvente tóxico. Além disso, os óleos essenciais que contêm terpenos, como os óleos de pinho e citrinos, reagem com o ozônio no ar circundante para criar poluentes secundários, tais como formaldeído, acetaldeído, acetona e partículas ultrafinas.

Para garantir a segurança, os óleos essenciais em produtos devem ser verificados como orgânicos e extraídos e extraídos sem solventes, como os óleos essenciais DoTERRA.

COMO PODEMOS AJUDAR A PROTEGER AS PESSOAS?

Os produtos perfumados são prejudiciais à nossa saúde. Bebês, crianças, idosos e aqueles com câncer ou outras doenças crônicas estão particularmente em risco. A demanda atual por produtos que “cheiram bem” reflete a inocência mal informada dos consumidores. A consciência desta questão está em sua infância, mas a boa notícia é que já estão sendo tomadas medidas para abrir caminho para educar e proteger o público. A American Lung Association criou uma política livre de fragrâncias para locais de trabalho e para escolas . O hospital de ensino da Universidade de Harvard é um modelo para promover políticas livres de fragrância em seu hospital. O Brigham and Women’s Hospital já iniciou uma campanha para cuidados de saúde sem perfume .

A melhor maneira para os indivíduos influenciar o setor de fragrâncias está na caixa registradora – isso, em última instância, dará impulso à mudança no mercado. Seja pró-ativo e compre apenas produtos sem aromas ou com óleos essenciais puros e seguros. E apenas removendo todos os produtos com fragrância (ou Parfum) como ingrediente da sua vida, irá melhorar imediatamente a qualidade do ar em sua casa.

Melhore a saúde e bem estar de sua família – desapareça com esses sintéticos!

 

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
×
×

Carrinho